O Home Office e a Segurança de Dados

Updated: Jan 11

Quais medidas devem ser tomadas para evitar o vazamentos de dados pessoais e das empresas?

As empresas cuidaram para que todas as medidas de segurança da informação para evitar vazamento de dados?

Diante da nova realidade das empresas, em que grande parte se adaptou e decidiu manter o regime de home office para os funcionários, é preciso estar atento à preparação das companhias de para tal medida. Neste cenário, haverá aumento de vazamento ou mau uso de dados em razão da migração do local de trabalho?


Considerando a emergência do primeiro momento em que o home office fora determinado, durante a pandemia de covid-19, será que as empresas cuidaram para que todas as medidas de segurança da informação fossem tomadas? As empresas certificaram-se de que todos os funcionários que poderiam fazer trabalho remoto de fato possuíam as condições para tanto?


Dados pessoais nas empresas


É importante lembrar que, atualmente, os dados pessoais são os bens mais valiosos do mundo, superando o valor do petróleo, inclusive. Neste sentido, dispositivos eletrônicos (computadores, notebooks e tablets) pessoais utilizados devem estar extremamente protegidos e os próprios funcionários instruídos da correta utilização de softwares e do próprio trabalho remoto.


Criminosos cibernéticos se aproveitam de situações de vulnerabilidade para obter acesso a computadores desprotegidos ou usuários mal informados. Assim, caso algum dispositivo eletrônico utilizado por funcionário com acesso a dados mais sigilosos (como alguém do departamento de Recursos Humanos ou com um cargo de confiança) demonstre alguma brecha de segurança, é possível que os chamados hackers acessem todas as informações disponíveis.


Caso isso aconteça, os criminosos podem utilizar-se dos dados pessoais dos funcionários da empresa armazenados para aplicar fraudes com cartão de crédito, por exemplo. Além disso, os hackers podem sequestrar segredos de negócio das empresas e chantageá-las solicitando pagamento em troca da devolução de tais informações, com o chamado ransonware.


Medidas a serem tomadas


Para evitar quaisquer contingências decorrentes do home office, as empresas precisam, caso já não possuam, obter uma política de trabalho remoto, certificando-se de que os funcionários possuam antivírus de qualidade e suficiente para proteger seus dados pessoais e os das empresas, bem como orientá-los sobre o uso dos dispositivos pessoais para trabalho. Seguem abaixo algumas recomendações para proteção de dados em ambiente de home office:

  • Não acessar sites não seguros;

  • Observar com atenção o recebimento de e-mails solicitando o clique em links, evitando o sequestro de dados por meio do phishing ou ransonware;

  • Rodar o antivírus frequentemente;

  • Possuir senhas fortes;

  • Não salvar documentos da empresa no dispositivo eletrônico pessoal;

  • E, principalmente, comunicar a empresa tão logo tenha havido qualquer problema de vazamento ou exposição de dados.



Autora:


Caterina Formigoni Carvalho

Associada

Pós-graduanda em Gestão da Inovação e Direito Digital, Fundação Instituto de Administração (FIA).

Leia outros artigos da área Digital.

Entre em contato